Sala de Imprensa

Press releases

HISPASAT e Gilat renovam e ampliam seu contrato para oferecer serviços de backhaul celular nos Estados Unidos

26 de Janeiro de 2021

HISPASAT, a operadora espanhola de telecomunicações por satélite, firmou um acordo plurianual e multitransponder com a Gilat Satellite Networks para a renovação e ampliação da capacidade de satélites contratada para a ampliação de redes móveis nos Estados Unidos mediante os satélites Amazonas 2 e 3, situados na posição orbital 61º Oeste. Por meio deste acordo, a HISPASAT conectará centenas de estações-base de clientes estratégicos da Gilat, incluindo a Southern Linc Wireless e outras operadoras móveis importantes.

Nas palavras de Slava Frayter, vice-presidente regional da Gilat na América do Norte: “Estamos muito satisfeitos de voltar a contar com a capacidade espacial da HISPASAT na região. Seus satélites sempre ofereceram excelentes níveis de capacidade e resistência e esperamos continuar nossa cooperação para atender às necessidades de nossos clientes”.

Para Ruben Levcovitz, responsável pelas vendas da HISPASAT na América do Norte: “as soluções de backhaul celular por satélite são fundamentais para garantir as ligações robustas que as comunicações móveis necessitam em regiões como os Estados Unidos, onde a ligação por satélite é mais eficiente. Agradecemos a confiança depositada em nós pela Gilat com este novo acordo que fortalece nossa posição neste segmento de mercado”.

Os serviços de satélites de ampliação de redes móveis representam uma solução de grande interesse para as empresas de telecomunicações que necessitam ampliar a sua conectividade em regiões onde a implantação de infraestruturas terrestres apresenta desafios geográficos ou não é rentável em termos econômicos. Por meio da tecnologia de satélites, é possível conectar de forma eficiente zonas remotas com a rede móvel global, otimizando assim o investimento econômico e conseguindo a cobertura exigida por este tipo de comunicação sem precisar recorrer a dispendiosos investimentos em infraestruturas. Além disso, a implantação da tecnologia 4G, LTE e a chegada do 5G pressagiam um crescimento na demanda desses serviços de comunicações. Por tudo isso, este tipo de solução é especialmente ideal para regiões amplas com um menor desenvolvimento das infraestruturas de comunicações terrestres.


Descargar nota de prensa